H. Pylori: Você pode ter e não sabe!


H. Pylori, ou Helicobacter Pylori, é uma bactéria presente no estômago de milhões de pessoas em todo o mundo, que se não for tratada pode levar à gastrite ou até mesmo ao câncer no estômago.

h. pylori


As paredes internas do estômago contam com uma espécie de barreira natural que faz com que o ácido gástrico não as atinja, nem as destrua. O que a H. Pylori faz é destruir essa barreira natural, deixando as paredes do estômago expostas ao ácido gástrico. Com o tempo, isso causa uma lesão, ou seja, uma úlcera que posteriormente pode se transformar num câncer.


É importante lembrar que nem todas as pessoas que possuem a H. Pylori irão desenvolver o câncer gástrico. Mas, sabe-se que todas as pessoas que sofrem com o câncer no estômago possuem essa bactéria.

 

Sintomas da H. Pylori:


Os sintomas relacionados à presença da H.Pylori no estômago ou duodeno são:

  • Dor no estômago
  • Sensação de queimação no estômago
  • Falta de apetite
  • Enjoô
  • Vômito
  • Fezes com sangue e consequente anemia

Para confirmar a presença de H. pylori no estômago, deve-se fazer uma endoscopia que inclua o teste da urease.


O teste é pedido pelo gastroenterologista e é feito durante o exame de endoscopia, sem aumentar a dor ou desconforto do paciente, e seu resultado fica pronto dentro de poucos minutos.

Em caso positivo do teste, é importante iniciar logo o tratamento de combate à bactéria nos casos de resultados positivos, o que ajuda a evitar a evolução do doença e aliviar os sintomas do paciente.

 

sintomas-de-h-pylori-no-estomago-1-640-427

 

Transmissão da H.Pylori


A transmissão da H. Pylori ainda não foi totalmente esclarecida. Existe comprovação científica de que ela pode ser transmitida através do consumo de água e de alimentos contaminados, e através do contato oral/fecal.

Entretanto, como é comum encontrar vários membros da mesma família contaminados com esta bactéria, sugere-se que ela também seja transmitida pela saliva e pelas placas bacterianas da boca, embora isto ainda careça de comprovação.

Alguns estudos sugerem que seu contágio se dá na infância. Em regiões da África (Burkina Faso e outras), onde as mães pré-mastigam o alimento para dar aos filhos, a prevalência é enorme.

Os mesmos estudos mencionam o fato de as mães soprarem os alimentos para esfriar, assim como cobrir os mamilos com saliva para amamentar, também poderiam caracterizar transmissão.

 

bacteria_h_pylori-01

 

Tratamento para eliminar a H.Pylori:


O tratamento para eliminar a H. Pylori é feito com antibióticos por 1 mês. Após este período, é recomendado realizar novos testes para confirmar o sucesso do tratamento. Contudo, nem todos necessitam realizar a erradicação do H. Pylori. Este tipo de tratamento é especialmente indicado em caso de:

 

  • Câncer de estômago na família
  • Púrpura
  • Úlcera gástrica
  • Anemia ferropriva
  • Linfoma gástrico


Uma dieta adequada é capaz de diminuir os sintomas relacionados à H. Pylori, mas não consegue eliminá-la. Caso não haja a necessidade de eliminação da bactéria, pode-se recorrer a uma dieta com pouco sal, gordura, fritura, álcool e refrigerantes. Tomar o suco de batata constitui um ótimo remédio caseiro para úlcera gástrica, diminuindo o desconforto que ela provoca.

 

O que evitar:


Quem está passando pelo tratamento da bactéria, deve evitar alguns alimentos:

 

Café, chá mate, chá preto e chocolate em excesso.

452

Bebidas alcoólicas, gaseificadas, refrigerantes e sucos artificiais.
Frutas ácidas (laranja-pêra, abacaxi, caju, maracujá, limão, etc).

frutas-acidas-morangos
Doces concentrados (goiabada, marmelada, leite condensado, chocolate, cremes, chantily, etc).

22_dicas_11_chocolate
Frituras em geral.

alimentos-gordurosos-copia
Temperos, molhos e condimentos ácidos ou picantes.
Frios (mortadela, queijo prato e mussarela, presunto, lombo defumado, etc).

lat_alimentos-embutidos
Embutidos (salsicha, lingüiça, mortadela, salame, etc).

 

Para você que gosta de saber o que esta sendo pesquisado:

 

A raiz da cúrcuma é uma antiga planta culinária e medicina herbal que tem sido utilizada em países asiáticos, particularmente na Índia, para tratar uma ampla gama de problemas de saúde, incluindo problemas gastrointestinais como gastrite e úlceras gástricas. Nos últimos anos, também os cientistas ocidentais começaram a mostrar interesse nos benefícios potenciais para a saúde da raiz cúrcuma. O potencial da cúrcuma para tratar problemas gastrointestinais, em particular, tem recebido muita atenção da comunidade científica.

Em um estudo, os pesquisadores investigaram os efeitos anti-bacterianos e anti-adesivo de extratos de mais de vinte plantas, incluindo cúrcuma, contra várias estirpes de H. pylori em tubos de ensaio. De todas as plantas testadas, oito não mostraram efeitos anti-bacterianos contra as estirpes testadas de H. pylori após o tempo de incubação de 60 minutos. Nove plantas – incluindo muitas ervas e especiarias comuns, como salsa, estragão, noz-moscada, sálvia e canela – tiveram algumas atividades anti-bacterianas contra H. pylori, mas não foram capazes de matar as bactérias.


Oito das plantas testadas mataram H. pylori (isto é, inibiram completamente o crescimento de colónias de H. pylori). Entre estas plantas, turmeric foi encontrado para ser o mais eficaz, matando todas as bactérias H pylori dentro de 15 minutos. Aqui está uma lista completa das plantas que foram encontradas para matar H pylori neste estudo, incluindo o tempo necessário por cada planta para matar todas as cepas de H. pylori.

  • Cúrcuma (Curcuma longa), 15min
  • Cominho (Cuminum cyminum), 30 min
  • Raiz de gengibre (Zingiber officinale), 30 min
  • Pimenta (Capsicum anunum), 30 min
  • Flor de borragem (Borago officinalis), 60 min
  • Alcaravia negra (Nigella sativa), 60 min
  • Oregano (Origanum vulgare), 60 min
  • Alcaçuz (Glycyrrhiza glabra apofos), 60 min

Além disso, três das plantas testadas – açafrão, borragem e salsa – também eram capazes de inibir a adesão de linhagens de H. pylori às células do estômago. Este estudo in vitro foi publicado no World Journal of Gastroenterology em 2005.

Os resultados do estudo acima descrito, para além de vários outros estudos, fornecem provas convincentes de que a cúrcuma é altamente eficaz para matar H pylori em tubos de ensaio. No entanto, os resultados de estudos in vivo conduzidos em seres humanos têm sido menos promissores.

Em um estudo, os pacientes foram aleatoriamente designados para receber um fármaco combinado composto por Omeprazol, Amoxicilina e Metronidazol (OAM) ou um curso de curcumina. A taxa de erradicação de H. pylori nos pacientes tratados com OAM foi significativamente maior do que nos pacientes que receberam curcumina (78,9% contra 5,9%).

Os pesquisadores concluíram que a curcumina sozinha pode ter atividade anti-bacteriana limitada contra H. pylori, mas que estudos adicionais devem ser realizados para investigar a eficácia da curcumina em combinação com outros tratamentos.

 

turmeric-kills-h-pylori

 

 Não faça auto-diagnóstico.Consulte sempre um médico!

 Fonte:Tua Saúde, Nutrição em Pauta, Heal with Food, Prof. Darlou.

Seja o primeiro a avaliar!


Adicionar aos favoritos

11 fev 2017


Por Gláucia Spina
Anuncie